Produção industrial no Brasil cai 1,6% em janeiro na comparação com dezembro

O Gestor

Parte externa de uma instalação industrial ao anoitecer

A produção industrial brasileira caiu 1,60% em janeiro na comparação com dezembro, na série com ajuste sazonal, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em relação a janeiro de 2023, a produção subiu 3,60%. No acumulado em 12 meses, houve alta de 0,40%, ante avanço de 0,20% até dezembro.

De acordo com os números mais recentes, a indústria brasileira opera 17,5% abaixo do recorde alcançado em maio de 2011.

Ative o JavaScript no seu navegador para preencher este formulário.

PIB 2023: Alta dos investimentos no 4º tri surpreende; consumo mostra desaceleração

Apesar da queda no primeiro mês deste ano, o gerente da pesquisa, André Macedo, destaca que se verifica um perfil disseminado de taxas positivas, “alcançando 18 dos 25 ramos industriais pesquisados”. Isso significa que poucos setores influenciaram o resultado final do mês.

Os destaques negativos ficaram com indústrias extrativas (-6,3%) e produtos alimentícios (-5%).  

“A primeira atividade foi pressionada pela menor extração de petróleo e minério de ferro e interrompe dois meses consecutivos de crescimento na produção, período no qual acumulou expansão de 6,7%. A segunda teve como principal influência negativa a redução na fabricação de açúcar, eliminando parte da expansão de 11,3% acumulada no período entre julho e dezembro”, explica Macedo.

Para Igor Cadilhac, economista do PicPay, o movimento é uma devolução após 5 meses de alta acumulada de 2,9%. Além disso, ele ressaltou a expansão de 18 das 25 atividades industriais na comparação com dezembro.

“Esse resultado foi pontual e não indica a tendência para o ano, que segue com uma visão relativamente positiva. Devemos seguir observando crescimentos nas variações ano contra ano”, afirmou.

Produção de bens de capital aumenta; enquanto a de bens de consumo cai

Já a produção da indústria de bens de capital subiu 5,20% em janeiro ante dezembro. Na comparação com janeiro de 2023, o indicador avançou 0,40%.

Em relação aos bens de consumo, a produção registrou queda de 1,50% na passagem de dezembro para janeiro. Na comparação com janeiro do ano passado, entretanto, houve aumento de 2,50%.

Na categoria de bens de consumo duráveis, a produção subiu 1,40% em janeiro ante dezembro. Em relação a janeiro de 2023, houve alta de 1,40%. Entre os semiduráveis e os não duráveis, houve queda de 1,00% na produção em janeiro ante dezembro. Na comparação com janeiro de 2023, a produção subiu 2,60%.

Para os bens intermediários, o IBGE informou que a produção caiu 2,40% em janeiro ante dezembro. Em relação a janeiro de 2023, houve alta de 4,80%.

*Com informações da Agência Estado e Agência Brasil

Para saber ainda mais sobre investimentos e educação financeira, não deixe de visitar o Hub de Educação da B3.

Link da matéria

O que você achou?

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

0 0 votes
Article Rating
Se inscreva
Notificação de
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
0
Iremos adorar sua opinião, comente.x