Partido escolhe substituto para candidato assassinado no Equador

O partido político do candidato presidencial assassinado no Equador, Fernando Villavicencio, escolheu neste domingo (13) o substituto, revertendo a escolha que havia feito apenas um dia antes. 

Construye, o partido de Villavicencio, informou aos repórteres, em entrevista na capital, que passaria a indicar Christian Zurita para substituir o candidato morto, na eleição de 20 de agosto. 

Notícias relacionadas:

FBI ajudará Equador a esclarecer assassinato de candidato presidencial.Execução de candidato no Equador é momento inédito, diz especialista.Nesse sábado (12), o partido havia dito que sua candidata substituta seria Andrea Gonzalez, uma ativista ambiental que originalmente era a candidata à vice-presidência de Villavicencio. Os líderes do partido disseram que ela ainda vai concorrer ao cargo.

Ex-parlamentar e jornalista investigativo com histórico de denúncias sobre corrupção, Villavicencio foi morto a tiros na semana passada depois de deixar um evento de campanha, no momento em que entrava no carro em meio a um pequeno grupo de pessoas que incluía guarda-costas fornecidos pelo governo.

Zurita também é um jornalista que, no passado, colaborou com Villavicencio. Sua candidatura ainda deve ser aprovada pelo Conselho Eleitoral Nacional.

“Vamos tentar evocar suas habilidades e seu nome”, disse Zurita referindo-se a Villavicencio, enquanto usava colete a prova de balas. Ele afirmou que não negociará com “nenhuma máfia”.

*É proibida a reprodução deste conteúdo.