Inflação medida pelo PCE nos EUA avança 0,3% em janeiro e reforça perspectiva de corte de juros em junho

O índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) dos EUA avançou 0,3% em janeiro ante dezembro, segundo dados publicados hoje pelo Departamento do Comércio do país. O PCE é a medida preferida de inflação do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), e tem sido acompanhado de perto por analistas e investidores para ajustar as apostas sobre quando começa o corte de juros por lá.

Logo após a divulgação dos dados, a probabilidade de que ciclo de afrouxamento monetário terá início em junho aumentou para 62,8%, de 59,1%, de acordo com o monitoramento do CME Group.

O núcleo do PCE, que exclui itens os voláteis da inflação, como alimentos e energia, subiu 0,4% no mesmo período. Ambas as variações vieram em linha com as previsões de analistas consultados pela FactSet.

Na comparação anual, o PCE subiu 2,4% em janeiro, perdendo força ante o acréscimo de 2,6% visto em dezembro, enquanto o núcleo avançou 2,8%, desacelerando ante o aumento de 2,9% do mês anterior. Também neste caso, os resultados de janeiro confirmaram as previsões da FactSet.

A renda pessoal nos Estados Unidos subiu 1% em janeiro ante dezembro, ainda de acordo com o Departamento do Comércio do país. Os gastos com consumo nos EUA, por sua vez, avançaram 0,2% no mesmo período, também superando o consenso da FactSet, de estabilidade.

Pedidos de auxílio-desemprego sobem

Outro dado relevante sobre a economia norte-americana divulgado hoje foi o número de pedidos de auxílio-desemprego, que teve alta de 13 mil na semana encerrada em 24 de fevereiro, a 215 mil. O resultado ficou acima da expectativa de analistas consultados pela FactSet, que previam 210 mil solicitações.

O total de pedidos da semana anterior sofreu leve revisão para cima, de 201 mil para 202 mil.

Já o número de pedidos continuados mostrou avanço de 45 mil na semana encerrada em 17 de fevereiro, a 1,905 milhão, vindo acima do consenso da FactSet, de 1,875 milhão. Esse indicador é divulgado com uma semana de atraso.

Ontem, foi divulgado que o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu ao ritmo anualizado de 3,2% no quarto trimestre de 2023.

Quer aprender mais sobre investimentos? Confira o curso gratuito do Hub de Educação da B3!

Link da matéria

Deixe um comentário