Agência BNDES de Notícias - Qual será o nível da Selic ao fim do atual ciclo de flexibilização monetária?

Agência BNDES de Notícias – Qual será o nível da Selic ao fim do atual ciclo de flexibilização monetária?

Edição n. 12/2023

Estudo Especial n. 12 busca responder a essa pergunta após processo de redução da taxa básica de juros pelo Banco Central do Brasil, iniciado em agosto de 2023. Esse processo vem cercado de grande expectativa, sobretudo porque sucede o maior ciclo de aperto monetário da história do regime de metas de inflação no Brasil, adotado em março de 1999.

 

Entre março de 2021 e agosto de 2022, um período de 18 meses, a Selic passou do patamar de 2,0% a.a. para 13,75% a.a., mantendo-se nesse nível por mais de 12 meses. Iniciado o processo de afrouxamento monetário, fica a dúvida de qual será o pouso final da Selic.

 

Para mensurar a magnitude total do ciclo de flexibilização monetária, o estudo utiliza uma função de reação da autoridade monetária, que associa a taxa de juros da política monetária a expectativa de inflação.

 

A Tabela 1 mostra os valores da Selic terminal para cada combinação de expectativas de inflação e de valores para o parâmetro de reação da autoridade monetária, fixando-se a taxa real de juros de equilíbrio em 4,5% (premissa utilizada até o momento pelo Comitê de Política Monetária – Copom), a inflação de longo prazo em 3,5% (patamar atual da mediana das expectativas de inflação para horizontes longos da pesquisa Focus do Banco Central) e a meta de inflação em 3,0%.

 

Tabela 1. Selic terminal condicionada às expectativas de inflação e à reação da política monetária

 

 

Parâmetro de reação da autoridade monetária à expectativa de inflação

 

 

1,00

1,25

1,50

1,75

2,00

2,25

2,50

Expectativa de inflação

3,00

8,00

8,00

8,00

8,00

8,00

8,00

8,00

3,25

8,25

8,31

8,38

8,44

8,50

8,56

8,63

3,50

8,50

8,63

8,75

8,88

9,00

9,13

9,25

3,75

8,75

8,94

9,13

9,31

9,50

9,69

9,88

4,00

9,00

9,25

9,50

9,75

10,00

10,25

10,50

4,25

9,25

9,56

9,88

10,19

10,50

10,81

11,13

4,50

9,50

9,88

10,25

10,63

11,00

11,38

11,75

Fonte: Elaboração própria.

Hipóteses: taxa de juros real de equilíbrio de 4,5%; expectativa de inflação de longo prazo de 3,5%; e meta de inflação de 3,0%.

 

O exercício mostra que valores de referência para a Selic terminal se situam próximos ao intervalo de 8,75% a 10,0%. Esse intervalo racionaliza as percepções “otimistas” e “pessimistas” em relação à Selic terminal do ciclo atual de afrouxamento monetário e ao “orçamento para a redução de juros”, que observamos atualmente no debate público e nas projeções de mercado.

 

>>Acesse o estudo completo aqui

 

Conteúdos relacionados

O BNDES afeta o juro neutro e a potência da política monetária?

Infográfico: O BNDES afeta a política monetária?

O BNDES e o investimento



[ad_2]

Link da matéria